Fechar

Não participou dos eventos anteriores?

Saiba tudo que aconteceu na primeira e segunda edição.

[Download] Fórum do Agronegócio 2018 [Download] Relatório Fórum do Agronegócio 2017

Investir em armazenamento dentro das propriedades é vital

Gerente de cadastro de Armazéns da Conab, Ricardo Thomé, diz que logística fica prejudicada sem estocagem interna

[Investir em armazenamento  dentro das propriedades é vital]

O gerente de cadastro de Armazéns da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), Ricardo Thomé, é um dos debatedores do painel “A lógica para a infraestrutura e a logística”, realizado durante o Fórum do Agronegócio 2019, que acontece na próxima segunda-feira (8), na ExpoLondrina. O evento tem como tema “Potencializar o Agro: da infraestrutura à agregação de valor. Soluções?”, é promovido pela Sociedade Rural do Paraná (SRP) e reunirá, em Londrina, as principais lideranças do agro brasileiro.

Para Thomé, é importante que os novos gestores da administração pública tomem conhecimento sobre os problemas principais na infraestrutura/logística do País, pois são “de vital importância no desenvolvimento econômico da nação brasileira. Segundo ele, o  primeiro passo é conhecer cada um deles com profundidade por meio de eventos iguais a este. “Entendo que, principalmente os produtores, devem se organizar – seja por meio de suas cooperativas ou associações -  e cobrarem das autoridades competentes os investimentos em infraestrutura de produção para seus estados e consequentemente para o País”.

 Thomé diz que as estradas vicinais e o armazenamento dentro das  propriedades rurais são de vital importância para o desenvolvimento rural e de toda a logística de produção de um município, estado e país.  “Infelizmente, excetos algumas localidades, a maioria dos principais estados produtores deixam muito a desejar nestes dois quesitos”, diz.  A solução, segundo ele, é só uma: investimentos. “ É preciso investir na  melhoria da malha rodoviária vicinal dos estados produtores, construção de novas estradas vicinais, manutenção de suas obras de artes (pontes principalmente), construção de ferrovias, viabilização do transporte pelos rios do centro norte do país, melhorias dos portos existentes e construção e manutenção de pontos estratégicos de transbordo entre os modais existentes e a serem construídos”, diz.

No quesito armazenamento, Thomé entende que, sem o desenvolvimento da armazenagem em nível de propriedade, toda a logística de produção e, principalmente exportação, fica sem lógica e todos os entraves em função disso só aumentam o "custo Brasil". “A solução a curto prazo seria conscientizar os produtores e os governantes da importância da armazenagem na propriedade, visto que todos se beneficiarão disso, até mesmo o consumidor final, seja nacional ou internacional, que certamente terá um produto com preço mais acessível”, afirma.

Notícia anterior Fórum do Agronegócio... Próxima notícia Déficit de...